Polícia Civil interdita atacado Simone
Polícia Federal recolheu eletrônicos e dinheiro possivelmente proveniente de cambio clandestino. Já a Polícia Civil encontrou toneladas de calçados falsificados

  Wednesday, 7 February, 2018

O Superatacadão Simone, na Rua Bento Martins, foi interditado na manhã de ontem, 6/2, pela Polícia Civil. A interdição foi determinada pela delegada Alessandra Xavier de Siqueira, da 1ª Delegacia de Polícia

A ação teve início com a atuação fiscalizatória da Polícia Federal e da Receita Federal, sob coordenação do delegado André Oliveira. O local foi vistoriado e a foram apreendidos produtos importados, como eletrônicos, sem a necessária documentação e cuja suspeita é de que se trata de produto de descaminho, e ainda uma boa quantia em dinheiro, formado por moeda nacional e estrangeira, cuja suspeita é de que constitua câmbio clandestino.

Na sequência, a Polícia Civil foi chamada para averiguar a situação de outros produtos. No deposito, na parte de traz da loja, foram encontradas toneladas de calçados, que também foram apreendidos. Parte do material será encaminhado à perícia. De acordo com a delegada Alessandra Xavier de Siqueira, são tênis ‘de marca’, como Nike e Adidas, cujas notas fiscais são de um fabricante no interior de Minas Gerais. De acordo com ela, o material será revisado e os representantes de todas as marcas serão contatados. Os proprietários do estabelecimento deverão responder por crime contra as marcas, de acordo com o art. 190 I, da Lei 9 279/96: “Comete crime contra registro de marca quem importa, exporta, vende, oferece ou expõe à venda, oculta ou tem em estoque produto assinalado com marca ilicitamente reproduzida ou imitada, de outrem, no todo ou em parte”; e por crime contra as relações de consumo, de acordo com a Lei 8137/90, cuja pena é de até cinco anos de prisão.

Comente esta notícia Gabriela Barcellos/Jornal Cidade

clique aqui para imprimir
Access denied for user 'uruport'@'localhost' (using password: NO)