Uruguaiana terá novamente estacionamento rotativo

  Wednesday, 9 August, 2017

Uruguaiana terá novamente estacionamento rotativo. O tema foi tratado em reunião, na segunda-feira, 7/8, entre a secretaria de Segurança, Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana (Segtram) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), que será parceira na implantação do sistema.

Diferentemente do que ocorreu no Governo Schneider, o rotativo não será administrativo por uma empresa terceirizada, mas sim pela própria Prefeitura, por meio da Segtram. De acordo com o secretário Irani Coelho Fernandes, não é possível a realização de processo licitatório para contratação de nova empresa, uma vez que há ainda uma licitação em andamento (a que contratou a Megapark), que é alvo de briga judicial. “O processo será totalmente municipalizado, o que exige uma série de trâmites a ser realizado ao longo do mês de agosto”, diz ele.

 

O Executivo irá administrar a rotatividade do estacionamento, utilizando o sistema de ‘raspadinhas’, tal como ocorre na cidade de Bagé. Na ‘raspadinha‘, está marcada data, hora e tempo escolhido pelo condutor para estacionar na vaga. Já a fiscalização será feita por estagiários contratados pela Prefeitura. Conforme ele, este mês será de preparação. “Há modificações na lei do rotativo a serem feitas, é preciso tapar a pintura e sinalização atualmente existente e colocar uma nova. Há ainda a contratação e treinamento dos estagiários que farão a fiscalização”, explica. A expectativa é que o novo rotativo seja implantado no início do mês de setembro. O objetivo da medida é tornar o trânsito mais dinâmico e facilitar o estacionamento através da constante liberação de vagas.

A parceria com a CDL se dará pela venda dos cartões de estacionamento, que serão vendidos pelos lojistas do Centro, gerando movimento nas lojas conveniadas pelo sistema. “A CDL Uruguaiana defende que o estacionamento rotativo deve voltar a ser implantado na área central de nossa cidade. Vamos apoiar e colaborar com a Secretaria, pois vai gerar mais movimento no centro da cidade e possibilitar que turistas e clientes, ao vir de outros locais do município, tenham maior comodidade para estacionar e comprar nas lojas do nosso comércio”, justificou Luciane Lopes, presidente da CDL.

Fora oblíquo

Criado justamente para abrir um maior número de vagas na área central, o estacionamento oblíquo será banido da cidade, com exceção da quadra em torno da Praça Barão do Rio Branco.“A rotatividade permitirá que os carros possam ser estacionados de maneira convencional” disse Fernandes, ao anunciar a retirada do estacionamento oblíquo. De acordo com ele, o oblíquo vem causando uma série de transtorno ao trânsito, que não se justifica. “Essa era uma exigência para que houvesse um maior número de vagas, a fim de aumentar o faturamento. Como o interesse do município não é faturar, e sim organizar o trânsito, vamos retirar o oblíquo, deixando-o somente em torno da Praça do Barão onde as vias são mais largas”, conclui.

Comente esta notícia Jornal Cidade

clique aqui para imprimir